Educação Física e Diversidade Cultural: um diálogo possível

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir
Educação Física e Diversidade Cultural: um diálogo possível
Foto: Prefeitura de Cerquilho

Peteca e bola-de-gude foram as ferramentas utilizadas pelo professor de educação física Clóvis de Oliveira Lima, da EMEF Luigi Luvizotto, para trabalhar a questão da Diversidade Cultural com seus alunos.

O primeiro passo foi confeccionar as petecas e utilizar bolas-de-gude, para então poder resgatar as brincadeiras de antigamente durante uma ação educativa, prazerosa e dinâmica.

O jogo de peteca, de origem indígena, desenvolve a motricidade, lateralidade, interação social, respeito ao próximo e traz benefícios para a saúde.

A brincadeira de bola-de-gude pode também ser chamada de birosca, bugalho, búrica, nica, peteca, pirosca, dentre outros. É um jogo muito antigo, conhecido desde as civilizações grega e romana. A intenção é bater a bolinha na do adversário, para ganhar pontos ou a própria bola dele.

O objetivo deste trabalho é repassar as vivências esportivas praticadas nas aulas de Educação Física e propor uma reflexão acerca dos possíveis entendimentos da diversidade cultural.


O diálogo ocorre em torno de como articular processos educativos que considerem às diferenças dos alunos, busque a interação social, o respeito ao próximo e o desenvolvimento da cidadania.

A iniciativa também propõe que não se deixem perder no passado as riquezas dessas brincadeiras, que possa ser trazida à tona essa realidade antiga, tão boa e saudável.

Fonte/Foto: Prefeitura de Cerquilho

Notícia



Fase regional do campeonato estadual de futebol em Tatuí

Neste final de semana irão acontecer os jogos da Fase Regional do Campeonato Estadual de Futebol em Tatuí, com a presença de mais 14 cidades do interior de São Paulo: Itu, Santana de Parnaíba, Iperó, Guareí, Itapetininga, Alambari, Itararé, Itapeva, Bom Sucesso de Itararé, Avaré, Iaras, Conchas, Nova Campina e Laranjal Paulista...