Procuradoria investiga fraudes em 80 licitações da educação na Baixada Fluminense

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O Ministério Público Federal (MPF), a Polícia Federal e a Controladoria Geral da União (CGU) deflagraram, nesta segunda-feira, 15, a Operação Ultraje, com o objetivo de desarticular uma quadrilha especializada em fraudar licitações no Rio, em especial na pasta de Educação. Os desvios podem chegar a R$ 20 milhões. Mais de 80 licitações com suspeitas de fraude foram detectadas.

De acordo com a investigação, a organização atuava em municípios da Baixada Fluminense e nas cidades de Itaguaí, Seropédica, Miguel Pereira e Mangaratiba. Agentes cumprem nove mandados de prisão preventiva, um de prisão temporária e 15 mandados de busca e apreensão, no Rio de Janeiro e na Baixada Fluminense. As ações são concentradas em Nilópolis.

Notícia



Aliados de 'Minotauro' estão entre presos do PCC fugitivos de prisão no Paraguai

Aliados do traficante brasileiro Sérgio de Arruda Quintiliano, o "Minotauro", um dos principais líderes do PCC, preso em fevereiro de 2018 pela Polícia Federal brasileira, estão entre os 75 detentos que fugiram do presídio de Pedro Juan Caballero, na madrugada deste domingo, 19...