Justiça francesa valida investigação por chantagem a Valbuena em caso com Benzema

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


A Justiça da França validou nesta quinta-feira a investigação do caso de chantagem contra o meia francês Mathieu Valbuena, por meio da ameaça da divulgação de um vídeo íntimo, em um escândalo que envolve seu antigo companheiro de seleção Karim Benzema e outras cinco pessoas. Com a decisão, a ação agora segue para julgamento.

Um tribunal de segunda instância de Paris recusou os pedidos dos advogados de Benzema, que pediam a anulação da investigação questionando a participação um comissário da polícia de Versailles, que se passou por intermediário dos dois atletas, na época do ocorrido.

"Está claro que houve manipulações judiciais em todo este caso e nestas condições todo o processo está viciado", afirmou Sylvain Cormier, advogado do atacante do Real Madrid, que já adiantou que vai recorrer da decisão.

Já a defesa de Mathieu Valbuena, hoje no Fenerbahçe, da Turquia, comemorou o anúncio desta quinta no tribunal e clamou para que "seja feita a justiça". "O processo segue adiante", disse o advogado do jogador, Paul-Albert Iweins.

Em novembro de 2015, Benzema foi transformado em réu pelo Tribunal de Justiça de Versailles por supostamente ter chantageado Valbuena após o surgimento de um vídeo com conteúdo sexual. O jogador até confessou ter se envolvido no problema, mas de forma "inconsciente" e para ajudar o seu ex-companheiro de seleção francesa.

Os investigadores do caso concluíram que Benzema convenceu o ex-jogador do Olympique de Marselha a pagar uma quantia em dinheiro exigida por chantagistas que tentaram extorqui-lo em troca da não divulgação de um vídeo de conteúdo sexual no qual o meio-campista aparecia junto com a sua esposa.

Após o escândalo, o técnico da seleção francesa, Didier Deschamps, também optou por deixar Benzema fora da Eurocopa de 2016, realizada na França, e o atacante naquela ocasião criticou o treinador ao acusá-lo de ceder às pressões racistas existentes contra ele na França por causa de sua origem argelina.

Notícia



Nishikori leva 59 aces, mas vence Karlovic em cinco sets no Aberto da Austrália

Número nove do mundo, o japonês Kei Nishikori resistiu aos 59 aces do croata Ivo Karlovic, o 73º colocado no ranking da ATP, para derrotar o veterano, de 39 anos, por 3 sets a 2, com parciais de 6/3, 7/6 (8/6), 5/7, 5/7 e 7/6 (10/7), avançando, nesta quinta-feira, à terceira rodada do Aberto da Austrália...