Fogaça (MDB) e Paim (PT) seguem na liderança na disputa para o Senado no RS

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


Pesquisa Ibope para a disputa ao Senado no Rio Grande do Sul nas eleições 2018 divulgada nesta sexta-feira, 14, aponta novamente José Fogaça (MDB) e Paulo Paim (PT) na frente entre as intenções de voto. O emedebista apareceu na sondagem com 31% pontos porcentuais e o petista registrou 27%. A margem de erro é de 3 pontos.

Em seguida, aparece Beto Albuquerque (PSB), com 21% das intenções de voto. No limite da margem de erro, o pessebista está tecnicamente empatado com Paim. Luis Carlos Heinze (PP) tem 8%. Carmen Flores (PSL) tem 7%; Abigail Pereira (PCdoB), 5%; Sandra Weber (Solidariedade) está também com 5% e Ana Varela tem 4%.

Cleber Soares (PCB) e Luiz Carlos Machado (DC) têm 2%. João Augusto Gomes (PSTU), Mario Bernd (PPS) e Marli Schaule (PSTU) ficaram com 1%. Romer Guex (PSOL) não pontuou, e Luiz Delvair (PCO) não foi citado. Brancos e nulos para a primeira vaga somam 15%, para a segunda vaga, 22% - 47% não souberam responder ou não responderam.

Na modalidade espontânea - quando não são apresentados os nomes dos candidatos - Paulo Paim concentrou 9% das intenções de voto, seguido por José Fogaça (8%), Beto Albuquerque (5%), Luis Carlos Heinze (3%), Carmen Flores (2%), Abigail Pereira (1%) e Sandra Weber (1%).

Encomendada pelo Grupo RBS, a pesquisa Ibope ouviu 1.204 eleitores, entre os dia 10 e 12 de setembro, com registro RS-04827/2018 no TRE e BR-03069/2018 no TSE.

Notícia



Alckmin diz a empresários que Bolsonaro pode ser até pior que PT, mas nega apoio

Em encontro com um grupo de empresários em São Paulo, Geraldo Alckmin afirmou que uma eleição de Jair Bolsonaro (PSL) pode ser até pior para o País do que a volta do PT ao poder, mas rechaçou apoiar qualquer um dos adversários caso fique de fora do segundo turno, de acordo com relato de três fontes presentes...