Anastasia anuncia equipe de coordenação de sua campanha ao governo de Minas

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O pré-candidato ao governo de Minas Gerais nas eleições 2018, Antonio Anastasia (PSDB), anunciou nesta quarta-feira, 11, os três nomes que serão responsáveis por coordenar sua campanha: seu pré-candidato a vice, Marcos Montes (PSD), seu atual suplente no Senado, Alexandre Silveira (PSD), e o economista Luiz Antônio Athayde.

"Será uma campanha rápida e franciscana, com poucos recursos. Optamos, portanto, pela formação de uma equipe enxuta que trabalhará de forma harmônica, unida e eficiente sob minha coordenação", afirmou o Anastasia, por meio de sua assessoria de imprensa.

Ex-subsecretário de Investimentos Estratégicos do governo de Minas Gerais nas gestões de Aécio Neves e de Anastasia, Luiz Antônio Athayde será o responsável pela formulação do programa de governo. Enquanto esteve na subsecretaria, o economista era responsável por administrar as Parcerias Público-Privadas (PPPs) do governo estadual.

Com a entrada de Athayde na campanha, a tendência é que o programa de governo tenha características desenvolvimentistas. O economista tem um bom relacionamento com a iniciativa privada e o programa pode incluir concessões e investimento em PPPs.

Natural de Uberaba, no Triângulo Mineiro, o deputado federal Marcos Montes será o responsável pela coordenação política, servindo como interlocutor de Anastasia em relação às lideranças do interior de Minas, articulando a campanha tucana com prefeitos, vereadores e pré-candidatos a deputado. A campanha de Anastasia, no entanto, não terá coordenadores regionais.

Alexandre Silveira, que pode se tornar senador caso o pré-candidato vença a eleição, será o responsável por gerir a logística e infraestrutura da campanha.

Anastasia contará ainda com um conselho político, que terá a participação dos presidentes dos partidos que compõem sua coligação. Domingos Sávio (PSDB), Diego Andrade (PSD), Noraldino Júnior (PSC), Raimundo Benoni (PPS), Dilzon Melo (PTB) e Zé Silva (Solidariedade), integrarão o conselho, que terá como missão definir a formação da chapa proporcional, além das vagas de suplentes dos senadores da coligação.

Notícia



Convenção que sagrou Bolsonaro como candidato atrai de 'Robocop' a 'Trump'

Militantes pela volta da monarquia, um motoqueiro com capacete, máscara de gás e armadura apropriada para enfrentar manifestantes e até apoiador com máscara do presidente norte-americano Donald Trump...