Merkel defende independência da Alemanha, após comentários de Trump

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, defendeu a independência de seu país, após o presidente dos EUA, Donald Trump, sugerir que Berlin estava operando sob influência da Rússia.

Sem mencionar os comentários de Trump especificamente, ela disse a repórteres nesta quarta-feira que experimentou uma parte da Alemanha controlada pela União Soviética e "estou muito feliz hoje que estamos unidos em liberdade como República Federal da Alemanha e pode assim dizer que podemos determinar a nossa própria política e tomar nossas próprias decisões e isso é muito bom", enfatizou Merkel.

Mais cedo, Trump repreendeu a Alemanha, que tem sido alvo frequente de sua ira, por apoiar o Nord Stream 2, projeto de um gasoduto para transportar gás diretamente da Rússia através do Mar Báltico, dizendo que a "Alemanha, pelo que sei, é refém da Rússia porque recebe muito de sua energia da Rússia", afirmou Trump.

Segundo a secretária de Imprensa da Casa Branca, Sarah Sanders, Trump irá se reunir com Merkel, às margens da reunião da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e deverá reafirmar suas preocupações sobre o acordo da Alemanha com a Rússia. Fonte: Associated Press

Notícia