Gramado terá biografias de Simonal e Éder Jofre

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


Com curadoria de Rubens Ewald Filho, Marcos Santuario e Eva Piwowarski, o Festival de Gramado, na serra gaúcha, aproxima-se de sua 46ª edição - de 17 a 25 de agosto -, anunciando uma seleção que alimenta expectativas. O próprio Ewald, um dos profissionais conhecidos do País, disse ontem na coletiva de lançamento do evento, em Porto Alegre - "Hoje o trabalho mais difícil (na seleção) é encontrar espaço para contemplar produções tão diversas e de qualidade. Não há dúvida de que os realizadores querem cada vez mais estar em Gramado, porque sentem que estabelecemos um diálogo muito íntimo com a atual produção cinematográfica."

Nove longas brasileiros estarão concorrendo aos Kikitos - 10 Segundos Para Vencer, de José Alvarenga Jr., sobre Éder Jofre, interpretado por Daniel de Oliveira, do Rio; O Banquete, de Daniela Thomas, São Paulo; Benzinho, de Gustavo Pizzi, Rio; A Cidade dos Piratas, de Otto Guerra, Rio Grande do Sul; Correndo Atrás, de Jeferson De, Rio; Ferrugem, de Aly Muritiba, Paraná; Mormaço, de Marina Meliande, Rio; Simonal, de Leonardo Domingues, Rio; e A Voz do Silêncio, de André Ristum, São Paulo. A concentração de filmes das regiões Sudeste e Sul não configura propriamente uma tendência. Gramado, em anos anteriores, já privilegiou a produção do Norte/Nordeste.

Os longas latinos serão cinco, e um deles aterrissa em Gramado depois de vencer o prêmio da crítica, o Urso de Prata de melhor atriz e o Prêmio Alfred Bauer, que contempla uma obra por sua contribuição artística, no Festival de Berlim, em fevereiro. É natural que Las Herederas, de Marcelo Martinessi, coprodução entre Paraguai, Brasil, Uruguai, França e Alemanha, que aborda questões LGBTQ+, puxe as atrações da seleção latina. Os demais quatro filmes são - Averno, de Marcos Loayza, coprodução entre Bolívia e Uruguai; Mi Mundial, de Carlos Morelli, do Uruguai, Argentina e Brasil; Recreo, de Hernán Guerschuny e Jazmín Stuart, também da Argentina; e Violeta al Fin, de Hilda Hidalgo, da Costa Rica e México.

Da competição participam 34 curtas, sendo 20 deles gaúchos, que concorrem ao Prêmio da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. A relação completa está no site do festival - www.festivaldegramado.net.


As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Notícia



'Tudo encenado': participante critica reality show da Record TV

Nana Indigo, participante do episódio de estreia do Troca de Esposas, publicou uma série de críticas ao reality show feito pela Record TV em seu Facebook nesta segunda-feira, 18...