INA de abril avança 0,4% ante março, diz Fiesp

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O indicador de nível de atividade (INA) da indústria paulista avançou 0,4% em abril ante março, na série com ajuste sazonal, revelaram nesta segunda-feira, 4, a Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp/Ciesp).

Sem ajuste sazonal, o indicador registrou alta de 9,1% em abril ante igual mês de 2017, e avançou 0,6% em relação ao verificado em março de 2018. Já no acumulado do ano até abril ante igual período do ano anterior, houve alta de 5,8% no indicador.

Em nota à imprensa, o segundo vice-presidente da Fiesp, José Ricardo Roriz Coelho, afirma que a recuperação da atividade industrial veio a um ritmo mais lento do que o esperado.

"Com essa greve de caminhoneiros das últimas semanas e com a Copa do Mundo em junho e julho, fica difícil avaliar o cenário para frente. É possível que tenhamos um segundo trimestre de crescimento menor do que o previsto. Vamos ter de fazer, com cautela, uma reavaliação geral do cenário para o fechamento do ano", aponta Roriz.

Em relação ao uso da capacidade instalada, o nível médio de utilização em abril com ajuste sazonal ficou em 76,1%, o que representa ligeira alta em relação a março (75,8%). O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) em abril de 2017 estava em 74,8% na medida com ajuste sazonal.

Sensor

A pesquisa Sensor, que tenta antecipar o resultado do mês corrente, fechou em 51,8 pontos em maio, na série ajustada sazonalmente, com queda de 1,3 ponto ante o resultado de abril, representando o décimo sexto mês consecutivo acima dos 50 pontos. A Fiesp/Ciesp aponta que leituras acima do patamar de 50 pontos indicam a expectativa de aumento da atividade industrial no mês.

Entre os indicadores que compõem o Sensor, a variável de vendas perdeu 7,3 pontos em maio, para 54,5 pontos.

O indicador de emprego teve avanço de 1,1 ponto, para 53,3 pontos. Já o indicador de estoques registrou alta de 3,7 pontos ante abril (43,4 pontos), atingindo 47,1 pontos e indicando estoques acima do nível desejado. Enquanto isso, a variável que verifica as condições de mercado recuou 1,1 ponto, para 53,9 pontos em maio.

Notícia



Camex suspende antidumping de refratários básicos magnesianos do México e China

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) suspendeu, por até um ano, medida antidumping aplicada sobre as importações brasileiras de refratários básicos magnesianos vindas da China e do México...