Práticas de locaute no RS visam desabastecimento de grãos e carnes, diz PF

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


Por meio da Operação Unlocked, deflagrada na manhã desta quinta-feira, 31, a Polícia Federal (PF) afirma que houve locaute em rodovias do Rio Grande do Sul e que a ação teria como um dos intuitos o desabastecimento das cadeias de grãos e carnes nas regiões serranas.

"Nós identificamos que empresários da Serra estavam atuando mediante violência e ameaça para impedir a circulação de mercadorias. Um dos principais objetivos dessa quadrilha era provocar o desabastecimento de grãos nas granjas e também evitar a distribuição de proteína animal", disse o Superintendente da PF no Rio Grande do Sul, Alexandre Isbarrola, em coletiva de imprensa.

Segundo o superintendente, os motoristas eram obrigados a parar seus caminhões e aqueles que não o fizessem ficavam sob ameaça ou sofriam atos de violência nas estradas. A PF esclareceu que o crime de locaute acontece quando o empresário priva a liberdade de trabalho de seus funcionários. Foram abertos alguns inquéritos a partir de denúncias sobre a existência desta prática durante o período em que caminhoneiros protestavam contra tributos e o reajuste nos preços do diesel.

As investigações da Operação Unlocked estão sendo realizadas pelo gabinete de crise da PF gaúcha e contam com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Brigada Militar.

Notícia