Em Salvador, Bahia faz bom segundo tempo e derrota o Vasco de novo por 3 a 0

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O Bahia voltou a derrotar o Vasco, desta vez pelo Campeonato Brasileiro. Jogando novamente na Arena Fonte Nova, em Salvador, o time do técnico Guto Ferreira venceu por 3 a 0 - com gols de Élber, Zé Rafael e Régis -, pela sétima rodada. Desábato, volante do clube carioca, foi expulso no segundo tempo e abriu o caminho para a vitória da equipe da casa.

O resultado aumentou ainda mais a pressão em cima do técnico Zé Ricardo, que vem de maus resultados. Com a derrota, o Vasco se mantém com oito pontos e perde posições importantes na tabela de classificação. No primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil, o clube também perdeu para o Bahia por 3 a 0. Para o time baiano, o resultado não só dá tranquilidade para Guto Ferreira trabalhar, como também leva o clube aos oito pontos, respirando na briga contra o rebaixamento.

Pressionado pelo resultado, o Bahia entrou em campo sonolento. Guto Ferreira precisou esbravejar na beira do gramado, pedindo mais garra aos jogadores, para que o time crescesse de produção. Em cobrança de falta, aos 15 minutos, o zagueiro Tiago tentou mandar direto contra o goleiro Fernando Miguel, que acabou pegando a bola. O Vasco, apesar de atuar bem fechado, dava espaço para o adversário trabalhar.

Aos 21 minutos, Élber recebeu um lançamento longo dentro da grande área e acabou se enrolando para bater. O meia demorou para tomar uma decisão e a marcação do Vasco cortou. A resposta do clube carioca poderia terminar com bola na rede, quando Caio Monteiro recebeu frente a frente com o goleiro Anderson, mas o atacante estava em posição irregular e o árbitro parou a jogada.

No último lance de perigo do primeiro tempo, aos 40 minutos, Fernando Miguel saiu do gol e partiu para a dividida com Mena, na esquerda. No rebote, a bola caiu nos pés de Elton, que, sem goleiro, tentou emendar a finalização de fora da área, mas jogou por cima da meta.

Depois de tanto insistir, o gol do Bahia só foi acontecer aos 21 minutos do segundo tempo. Após linda trama de Régis, o meia soltou com João Pedro, que chegou na linha de fundo, driblou Fabrício e cruzou para o meio, onde estava Élber. O aniversariante do dia, completando 26 anos, só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

A pressão do Bahia continuou mesmo com a vantagem no placar. Novamente com passe de Régis, Zé Rafael saiu frente a frente com Fernando Miguel e arriscou um chute forte, mas a bola explodiu no travessão, pingou em cima da linha e voltou na mão do goleiro.

Antes do apito final, aos 38 minutos, Desábato fez uma falta muito forte no meio de campo e acabou expulso, deixando o Vasco com um jogador a menos. Com a tranquilidade do resultado e ainda a vantagem numérica em campo, era só uma questão de tempo para o Bahia engordar a vitória.

Aos 41 minutos, Régis encontrou Zé Rafael novamente com liberdade. O meia desta vez driblou Fernando Miguel e tocou para o fundo das redes. Na sequência, aos 46, foi a vez de Gregore achar Allione pela esquerda. Com liberdade, o meia só rolou para Régis completar, sem goleiro, e fechar o placar.

Nesta quarta-feira, às 19h30, o Vasco recebe o Paraná no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, pela oitava rodada do Brasileirão. Também na capital carioca, o Bahia enfrenta o Flamengo no estádio do Maracanã, às 16 horas desta quinta, feriado de Corpus Christi.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 3 x 0 VASCO

BAHIA - Anderson; João Pedro, Tiago, Lucas Fonseca e Mena; Elton, Gregore, Vinícius (Flávio), Élber (Allione) e Zé Rafael; Júnior Brumado (Régis). Técnico: Guto Ferreira.

VASCO - Fernando Miguel; Rafael Galhardo, Erazo, Ricardo e Fabrício; Desábato, Bruno Silva (Giovanni Augusto) e Wagner; Yago Pikachu, Caio Monteiro (Moresche) e Kelvin (Paulo Vitor). Técnico: Zé Ricardo.

GOLS - Élber, aos 21, Zé Rafael, aos 43, e Régis, aos 46 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Júnior Brumado (Bahia); Rafael Galhardo, Ricardo, Fabrício, Giovanni Augusto e Wagner (Vasco).

CARTÃO VERMELHO - Desábato (Vasco).

ÁRBITRO - Rodolpho Toski Marques (Fifa/PR).

RENDA - R$ 292.051,00.

PÚBLICO - 15.031 pagantes.

LOCAL - Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

Notícia