Trump recebe americano que estava preso na Venezuela

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O presidente Donald Trump acolheu no sábado o ex-missionário Joshua Holt, que é de Utah, relatando que obter sua saída da prisão venezuelana foi "difícil". Holt, 26 anos, estava detido há dois anos por acusações de espionagem, sem direito a julgamento. Ele foi libertado no sábado pelo governo autoritário do presidente Nicolás Maduro, que enfrenta intensas sanções dos Estados Unidos.

Holt e sua esposa venezuelana, Thamara Caleno, chegaram ao Aeroporto Internacional Washington Dulles na noite de sábado e foram rapidamente para a Casa Branca, onde Trump os recebeu, bem como aos pais de Holt. Eles se uniram aos senadores republicanos Bob Corker, do Tennessee, e Orrin Hatch, de Utah, e aos representantes do Utah, Mike Lee e Mia Love, todos envolvidos na garantia da libertação de Holt.

Trump saudou os congressistas por sua persistência.

O ministro da Informação da Venezuela, Jorge Rodriguez, disse que a libertação de Holt foi parte de um processo de negociações com Washington. "Esperamos que esse gesto seja considerado pelas facções que promovem a agressão contra a Venezuela", disse Rodriguez, em um discurso televisionado.

Notícia



Loteria dos EUA acumula e prêmio chega a R$ 6 bilhões

Como ninguém ganhou o último sorteio da loteria Mega Millions na sexta-feira 19, nos Estados Unidos, o prêmio acumulou de US$ 970 milhões (R$ 3,6 bilhões) para US$ 1,6 bilhão (R$ 6 bilhões)...