Americanas são detidas por patrulha de fronteira por falarem espanhol

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


Duas americanas foram detidas e interrogadas após um agente da Patrulha da Fronteira ouvi-las conversando em espanhol em um posto de gasolina em Havre, mONTANA, a cerca de 48 quilômetros da fronteira dos EUA com o Canadá, na madrugada da última quarta-feira, 16.

Ana Suda e Mimi Hernandez disseram que o agente as deteve por cerca de 35 minutos. No vídeo do encontro, postado pela KRTV de Great Falls, o agente diz que falar espanhol "é muito inédito" no local.

Ana Suda perguntou ao agente por que ele pedia suas identificações. "Eu gravei ele admitindo que nos parou, simplesmente, porque estávamos falando espanhol. Nenhum outro motivo", escreveu Suda em um post no Facebook, publicado no dia do ocorrido. "Lembre-se de não falar espanhol para não parecer ser ilegal."

Porta-voz da Alfândega e Proteção de Fronteiras, Jason Givens divulgou uma declaração dizendo que o incidente será averiguado.

"Embora a maioria dos trabalhos de patrulha de fronteira seja realizada na área de fronteira imediata, os agentes têm amplas autoridades policiais e não estão limitados a uma geografia específica dentro dos Estados Unidos", disse o comunicado. "Eles têm autoridade para questionar indivíduos, fazer prisões e levar em consideração provas".

Com pouco menos de 10 mil habitantes, Havre fica perto de duas reservas indígenas e tem uma população predominantemente branca, sendo 4% hispânicos.

Notícia



AP/Fontes: Trump deve trocar proteção a jovens imigrantes por recurso para muro

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deve anunciar neste sábado que está aberto a trocar proteções para jovens imigrantes por recursos para o muro que deseja construir na fronteira com o México, disseram três fontes familiarizadas com os planos, que falaram sob condição de anonimato porque não estavam autorizadas a abordar o tema publicamente...