França pede que Rússia colabore para garantir solução política na Síria

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


Paris, 15 (AE) - A França pediu que a Rússia se una a um esforço por uma solução política na Síria, após o ataque conjunto de Estados Unidos, Reino Unido e da própria França contra locais que, segundo a coalizão, eram usados para a fabricação de armas químicas.

O ministro das Relações Exteriores francês, Jean-Yves Le Drian, afirmou em entrevista publicada neste domingo no Journal du Dimanche que "nós devemos unir esforços para promover um processo político na Síria, que permita a superação da crise".

A França continua a dialogar regularmente com a Rússia, mesmo diante do aumento das tensões entre o país e potências do Ocidente. O presidente francês, Emmanuel Macron, conversou na sexta-feira com o presidente russo, Vladimir Putin, horas antes do ataque com mísseis das potências.

Os EUA e seus aliados culpam o governo sírio por um ataque com armas químicas contra uma área controlada por rebeldes mais cedo neste mês que matou mais de 40 pessoas. O governo sírio e a Rússia negam as alegações. Fonte: Associated Press.

Notícia



Em meio à renúncia de presidente do BC, Macri evita comentar economia e FMI

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, afirmou que o país está "atravessando um período de mudanças profundas", mas evitou comentar sobre a economia argentina e as negociações com o Fundo Monetário Internacional (FMI), mesmo em meio à renúncia de Luis Caputo, que dirigia o Banco Central da República Argentina (BCRA)...