Merkel diz a May levar 'a sério' avaliação britânica sobre envenenamento

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, garantiu em telefonema mais cedo à primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, que leva a avaliação do governo britânico sobre a possibilidade de a Rússia ser responsável pelo ataque a um agente duplo russo e sua filha em solo inglês "extraordinariamente a sério". A afirmação foi feita em uma nota divulgada na conta do Twitter do porta-voz de Merkel, Steffen Seibert.

"Cabe à Rússia dar respostas rápidas às justificadas perguntas do governo britânico e seguir a convocação a um esclarecimento integral e abrangente do respectivo programa de armas químicas no âmbito da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPCW, na sigla em inglês)", diz o comunicado do governo alemão.

Downing Street, por sua vez, também tornou pública uma nota sobre o telefonema. Embora tenha teor parecido com o resumo da ligação de May com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre o mesmo tema, o comunicado informa ainda que a premiê britânica e Merkel "discutiram o padrão russo de comportamento agressivo e concordaram que seria importante agir em uníssono com aliados para se opor a ele".

"Elas concordaram que a comunidade internacional deve coordenar de perto à medida que a investigação se desenvolve e a partir da resposta da Rússia (ao pedido oficial por explicações feito pelo Reino Unido", conclui o texto.

Notícia



Na ONU, países retomarão pressão por reforma do Conselho de Segurança

Antiga prioridade da política externa brasileira - colocada em segundo plano nos últimos anos -, a reforma do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) deverá voltar à pauta durante a 73ª Assembleia-Geral do organismo, que será realizada na próxima semana em Nova York...