TPP 11 é assinado em Santiago, no Chile

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


Ministros de 11 países assinaram na tarde desta quinta-feira em Santiago, no Chile, o Tratado Integral e Progressivo da Parceria Transpacífico (TPP 11). O acordo substitui a Parceria Transpacífico (TPP), que ainda em janeiro de 2017 foi abandonada pelos Estados Unidos sob comando do presidente Donald Trump.

São signatários do TPP 11 Chile, Austrália, Brunei, Canadá, Malásia, México, Japão, Nova Zelândia, Peru, Cingapura e Vietnã.

O TPP 11 incorpora todo o conteúdo do documento original, mas suspende 20 trechos, sendo 11 somente do capítulo de propriedade intelectual, como nas seções farmacêutica e de direitos autorais na internet.

"Por meio deste acordo, os 11 países se opõem ao protecionismo por acreditarmos que a abertura comercial é benéfica e gera maior crescimento econômico e emprego, reduz a pobreza e aumenta o bem-estar para todos", afirmou o ministro das Relações Exteriores do Chile, Heraldo Muñoz.

Já a presidente chilena, Michelle Bachelet, disse que os signatários do TPP 11 estão mandando "uma forte mensagem à comunidade internacional de que mercados abertos, integração econômica e cooperação internacional são as melhores ferramentas para criar oportunidades econômicas e prosperidade".

De acordo com a Direção Geral de Relações Econômicas Internacionais do Chile, os países que fazem parte do TPP 11 representam um mercado de 498 milhões de pessoas, com uma renda anual per capita de, na média, US$ 28.090.

Notícia



Com incertezas, precisamos manter amplo grau de acomodação monetária, diz BCE

As incertezas relativas ao crescente protecionismo, vulnerabilidades nos mercados emergentes e volatilidade do mercado financeiro ganharam mais destaque recentemente, e continua a ser necessário um amplo grau de acomodação monetária para sustentar o mais acúmulo de pressões sobre os preços internos e os desenvolvimentos da inflação global sobre a médio prazo", destacou o economista-chefe do Banco Central Europeu (BCE), Peter Praet...