João Gordo diz que já foi convidado a fazer propaganda ao lado de Dolabella

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O ator João Gordo revelou que já foi chamado por uma empresa de calmantes para participar de uma propaganda ao lado de Dado Dolabella, com quem teve uma das brigas mais icônicas da TV brasileira.

"Uma vez chamaram eu e ele para fazer uma propaganda de um calmante. Uma ideia sensacional, cara. Só que eu pedi 1 milhão. Falei, 'ah, não vou ficar contracenando com esse panaca a troco de m***'. Mas aí não rolou", contou em entrevista ao Pânico da rádio Jovem Pan na última quarta-feira, 7, sem especificar a data do convite.

"Não sei o que aconteceria se eu trombasse com ele. Acho que sei lá, ia dar risada, dar a mão, sei lá. ... Na real não tenho nada contra o cara. Nunca mais vi o fita. As pessoas fizeram uma lenda, virou um meme. Eu nunca mais vi. Como tá na internet, vira e mexe nego tá comentando", acrescentou sobre a questão.

Questionado se ele estaria feliz com a prisão de Dado Dolabella (o ator foi preso por conta do não pagamento de pensão a uma filha - mesmo motivo pelo qual já havia sido preso em agosto de 2017), João se surpreendeu e ironizou: "Ele tá preso? Ah, coitado... Vou levar cigarro pra ele".

A briga. A 'rivalidade' entre João e Dado surgiu em 2003, durante a gravação do programa Gordo a Go-Go, em que Dado levou um machado e outros objetos perigosos para a entrevista, e alegou que João teria 'traído o movimento'. Após trocarem algumas farpas, Dado estourou o vidro de uma mesa, fazendo com que João se irritasse e os dois tivessem que ser separados pela produção e por seguranças.

Notícia



Gustavo Bertoni, na delicadeza do agora

Aquelas 80 pessoas, lotação máxima do Planetário de Brasília, não era um número expressivo como as 80 mil que estavam diante do Palco Mundo, o principal do Rock in Rio, na edição passada do festival...