Nenê marca de pênalti, São Paulo bate Bragantino e vence a 3ª seguida no ano

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O São Paulo teve uma atuação segura no primeiro tempo nesta quarta-feira diante do Bragantino e venceu a terceira seguida no ano. Com gol de Nenê, de pênalti, o time fez 1 a 0 no Morumbi, ganhou mais três pontos no Campeonato Paulista e segue na liderança do Grupo B, com 10 pontos.

Após derrotar no sufoco o Madureira, pela Copa do Brasil, e o Botafogo, pelo Estadual, o técnico Dorival Júnior optou por uma formação mais ofensiva, com uma linha de quatro jogadores fazendo a articulação no meio-campo. A estratégia deu certo, o time conseguiu acertar mais triangulações e chegar com mais perigo pelas pontas, principalmente no primeiro tempo.

O placar magro se explica em parte pelas boas atuações dos goleiros. Sidão e Alex Alves fizeram pelo menos duas defesas difíceis cada um. Após um primeiro tempo mais agressivo, o São Paulo voltou para a segunda etapa valorizando a posse de bola, e sentiu o Bragantino pressionar.

A partida marcou a estreia de Tréllez e o retorno de Hudson com a camisa do São Paulo. Os dois saíram do banco no segundo tempo e ajudaram a segurar a vitória na pressão visitantes. Na próxima rodada, o São Paulo encara o Ituano, no dia 15. Já o Bragantino pega o Mirassol, um dia antes

O JOGO - O Bragantino não teve espaço para jogar nos primeiros minutos de jogo. Forte na marcação, principalmente nas saídas de bola do time do interior, o São Paulo dominou o início da partida. Aos quatro minutos, após boa enfiada de Diego Souza, Nenê foi derrubado por Ewerton na área e o juiz marcou pênalti. O próprio Nenê converteu, seu primeiro gol com a camisa tricolor.

Bem posicionado, o time de Dorival acertava nas triangulações e trocava passes com agilidade no meio-campo. Cueva e Nenê eram os principais articuladores. Sem espaço, o Bragantino se fechou, apostando nos contra-ataques.

Ao 28, Jucilei lançou para Marcos Guilherme na cara do gol, mas Alex Alves fez grande defesa. Pouco depois, Cueva cobrou falta direto na meta dos visitantes, mas o goleiro estava atento e espalmou para fora.

No segundo tempo, o São Paulo valorizou a posse de bola e sentiu o Bragantino pressionar. Sidão brilhou duas vezes e o Bragantino desperdiçou pelo menos três boas oportunidades.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 1 X 0 BRAGANTINO

SÃO PAULO - Sidão; Militão, Rodrigo Caio, Bruno Alves e Reinaldo; Jucilei; Petros, Nenê (Hudson), Marcos Guilherme e Cueva (Brenner); Diego Souza (Tréllez). Técnico: Dorival Junior.

BRAGANTINO - Alex Alves; Ewerton, Lázaro, Guilherme Mattis e Fabiano; Adenilson, Evandro, Hélton Luiz (Bruno Sávio), William Schuster (Anderson Ligeiro) e Léo Jaime (Rafael Silva); Matheus Peixoto. Técnico: Marcelo Veiga.

GOL - Nenê, aos quatro minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Adriano de Assis Miranda (SP).

CARTÃO AMARELO - Rodrigo Caio.

PÚBLICO - 10.278 pagantes.

RENDA - R$ 51.352,30.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

Notícia



Herói do título do Cruzeiro, Arrascaeta revela que quase perdeu o avião no Japão

O Cruzeiro se tornou hexacampeão da Copa do Brasil - bi seguido - na noite desta quarta-feira, ao derrotar o Corinthians pelo placar de 2 a 1, em plena Arena do adversário, após já ter vencido por 1 a 0 no Mineirão...