Após ser barrado, Cueva marca e São Paulo vence o Botafogo-SP no Paulistão

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O São Paulo venceu seu primeiro jogo em casa na temporada, neste sábado, ao derrotar o Botafogo por 2 a 0 pela quinta rodada do Campeonato Paulista. Diego Souza e Cueva, de pênalti, construíram o placar no Morumbi.

Após três jogos barrado pela diretoria por se recusar a começar no banco contra o Mirassol, pela terceira rodada do Estadual, o meia peruano voltou a ser relacionado pelo técnico Dorival Junior. Fez o segundo gol tricolor, de pênalti e, na comemoração, pediu desculpas à torcida e abraçou o treinador.

Apesar da vitória, o time ficou longe de agradar plenamente seu torcedor, e foi alvo de vaias mais uma vez. Estreante, Nenê teve uma atuação apagada. Sidão fez duas defesas difíceis e foi ovacionado pela torcida no Morumbi. Petros e Marcos Guilherme tiveram atuações muito abaixo do que costumam apresentar.

Mais uma vez, o time de Dorival Junior mostrou pouca criatividade no meio-campo, e teve muita dificuldade para criar jogadas ofensivas. As principais arrancadas da equipe saíram com Reinaldo, que teve atuação segura.

Com o resultado, o São Paulo volta à liderança do Grupo B, com sete pontos, mesma pontuação da Ponte Preta, que empatou com o Ituano por 1 a 1. Na próxima quarta, o time volta a campo no Morumbi para enfrentar o Bragantino.

O JOGO - Pressionado por sucessivas atuações ruins, o São Paulo entrou em campo com Nenê e Reinaldo titulares, surpresa para o torcedor, que esperava Shaylon e Edimar no meio de campo e na lateral esquerda, respectivamente. Em campo, porém, pouco mudou.

Assim como nos últimos jogos, o São Paulo não teve criatividade, abusou dos passes errados, e não conseguia fugir da marcação do adversário. O Botafogo-SP aproveitou. Meteu duas bolas na trave e teve as melhores jogadas ofensivas.

Na melhor jogada dos mandantes na primeira metade, Nenê cruzou na medida para Militão, que desperdiçou de cabeça. Fora isso, o time de Dorival fez um jogo burocrático, com muita bola recuada, e poucas oportunidades para o trio de ataque.

A história do jogo mudou no início do segundo tempo. Em menos da dez minutos, o São Paulo conseguiu fazer as primeiras finalizações da partida. Na primeira chance, Diego Souza aproveitou passe de Reinaldo, pela esquerda, e abriu o placar.

Em resposta, o Botafogo teve chance de empatar com Willian Oliveira, que ficou frente a frente com Sidão, que fez grande defesa com o pé. Aos 23, em cobrança de escanteio, Naylhor cabeceou firme e Sidão fez mais uma defesa salvadora.

Com o placar, o jogo voltou a esfriar, e poucas oportunidades surgiam. Aos 36, Bruno Alves foi puxado dentro de grande área e o juiz Raphael Claus marcou pênalti. Cueva assumiu a responsabilidade, marcou e, na comemoração, pediu desculpas à torcida.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 X 0 BOTAFOGO-SP

SÃO PAULO - Sidão; Militão, Rodrigo Caio, Bruno Alves e Reinaldo (Edimar); Jucilei, Petros e Nenê (Shaylon); Marcos Guilherme, Brenner (Cueva) e Diego Souza. Técnico: Dorival Junior.

BOTAFOGO - João Lucas; Lucas Taylor (Carlos Henrique), Plínio, Naylhor e Peri; Serginho, Diones, Willian Oliveira (Jheimy), Dodô e Danielzinho (Wesley); Bruno Moraes. Técnico: Léo Condé.

GOLS - Diego Souza, aos 5 minutos, e Cueva, aos 38 do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Danielzinho, Reinaldo, Bruno Alves e Plínio.

RENDA - R$ 149.101,91.

PÚBLICO - 13.624 torcedores.

ÁRBITRO - Raphael Claus.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo.

Notícia