Trump classifica alegação de que ordenou demissão de Mueller como notícia falsa

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O presidente dos EUA, Donald Trump, classificou nesta sexta-feira como "notícia falsa" uma matéria do New York Times afirmando que ele ordenou a demissão do conselheiro especial Robert Mueller - que investiga a suposta interferência da Rússia na eleição americana - em junho.

Segundo o NYT, que publicou a matéria ontem, Trump teria recuado depois que o advogado da Casa Branca, Don McGahn, ameaçou renunciar ao cargo em vez de cumprir a ordem.

O NYT também detalhou que Trump exigiu a demissão de Mueller poucas semanas depois de o conselheiro especial ter sido nomeado pelo vice-procurador-geral Rod Rosenstein.

Trump refutou a matéria, sem citar a alegação específica, ao chegar hoje ao local do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. "Notícia falsa, pessoal. Notícia falsa. Típicas matérias falsas do New York Times", disse o presidente a repórteres.

A matéria do NYT cita quatro fontes com conhecimento da suposta ordem de Trump. Na ocasião, McGahn teria se recusado a entregar o pedido de demissão ao Departamento de Justiça. Fonte: Associated Press.

Notícia



Senado rejeitará proposta de Trump, diz democrata

O senador Chuck Schumer, líder democrata no Senado, disse no domingo, 20, que seu partido bloqueará o acordo proposto pelo presidente Donald Trump, que prevê US$ 5,7 bilhões para a construção de um muro na fronteira em troca de uma extensão de uma proteção temporária a alguns jovens levados ainda pequenos para os EUA pelos pais imigrantes...