Separatistas na Catalunha fecham acordo para reeleger Puigdemont

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


Os principais partidos separatistas do território da Catalunha anunciaram hoje o fechamento de um acordo para reeleger Carles Puigdemont como presidente da região ainda neste mês, embora ainda não se saiba como tornar isso legalmente possível.

Puigdemont, que está foragido em Bruxelas desde que foi deposto em outubro, após a fracassada tentativa de separar a Catalunha da Espanha, estará sujeito à prisão imediata se retornar para casa. Ele espera ser nomeado pela maioria separatista no Parlamento regional, apesar de sua ausência.

O regulamento da assembleia catalã é ambígua em relação a essa possibilidade, mas a oposição contrária à independência da Catalunha argumenta que um presidente regional não pode governar à distância.

"É evidente que para governar a Catalunha, é preciso estar na Catalunha, não dá para fazer isso via WhatsApp ou usando um holograma", afirmou Inés Arrimadas, líder do partido anti-independentista Cidadãos.

Em eleição realizada em dezembro, partidos separatistas conquistaram 66 de 135 assentos no Parlamento da Catalunha. Fonte: Associated Press.

Notícia



Moscou diz que pilotos israelenses usaram aeronave russa como escudo; 15 morreram

Todas as 15 pessoas que estavam a bordo do avião de reconhecimento Ilyushin-20 russo derrubado por um míssil sírio sobre o Mar Mediterrâneo, morreram, afirmou o Ministério da Defesa da Rússia nesta terça-feira, 18...