EUA: furacão Irma se dirige para costa sudoeste da Flórida

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O furacão Irma, de categoria 4, está se dirigindo para a costa sudoeste do Estado norte-americano da Flórida, disse o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos neste domingo. O centro do furacão atingiu terra firme nos EUA na ilha Cudjoe, na Flórida, às 9h10 (horário local), com ventos sustentados de 210 quilômetros por hora. O Irma deve chegar à cidade de Naples, também na Flórida, no domingo à tarde.

Ventos fortes continuam atingindo todo o sul do Estado, incluindo as ilhas. Segundo o Serviço Meteorológico Nacional, uma grua entrou em colapso em Miami por causa do vento.

O Serviço Nacional de Meteorologia na ilha de Key West disse nas redes sociais que o nível da água era 3 pés (0,91 metro) mais alto do que o normal a partir das 9h36 (horário local) na ilha.

A Patrulha Rodoviária da Flórida disse que duas pessoas morreram em um acidente de carro no condado de Hardee, a sudeste de Tampa, na manhã deste domingo. Embora o centro do furacão não tenha atingido a região, já chovia e ventava com força no local em consequência da proximidade do Irma. A polícia disse que não estava imediatamente claro se o clima contribuiu para o acidente.

No domingo de manhã, o Irma levou fortes ventos e chuvas a Miami. Rajadas de cerca de 112 quilômetros por hora atingiram o Aeroporto Internacional de Miami, de acordo com o Serviço Meteorológico Nacional.

Em todo o Estado, mais de 6,5 milhões de pessoas foram aconselhadas a sair de suas casas, e o Estado informou que 77 mil pessoas estavam buscando refúgio em 450 abrigos no Estado.

O furacão Irma deixou 1,6 milhão de residências na Flórida sem luz, de acordo com os mapas de interrupção de serviços públicos. A maior empresa do setor no Estado, a Florida Power & Light, disse que mais de 2 milhões de seus clientes já experimentaram perda de energia, embora equipes tenham conseguido consertar algumas dessas interrupções.

Foi o segundo furacão da categoria 4 da temporada a atingir os EUA, depois que o furacão Harvey atingiu a costa do Texas no mês passado. Lixion Avila, especialista sênior do Centro Nacional de Furacões, disse que é extremamente raro ter dois furacões da categoria 4 em uma temporada. Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.

Notícia



Theresa May não consegue fazer progresso nas negociações do Brexit

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, não fez sucesso ao tentar avançar nas negociações da saída britânica da União Europeia (Brexit), enquanto o tempo para avançar à segunda fase do processo se aproxima do fim...