Semana de prevenção da leishmaniose visceral

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir
Semana de prevenção da leishmaniose visceral
Foto: Divulgação

Semana de prevenção da leishmaniose visceral


Na semana de 07 a 11 de agosto é realizada a semana de prevenção da leishmaniose visceral (LV) que é uma doença grave, causada por um parasita, transmitida para pessoas e cães por meio da picada de um inseto (vetor) muito pequeno, conhecido como “mosquito palha” que tem hábitos noturnos.
Sem o inseto, não há transmissão da leishmaniose. Então a melhor prevenção é evitar a proliferação do mosquito palha.
Medidas simples para manter o ambiente limpo protegem você, seus familiares e sua comunidade da leishmaniose. Cada cidadão deve limpar diariamente quintais e jardins, recolhendo todo material orgânico do chão (fezes de animais, folhas, frutos etc.). É nesse material acumulado que as fêmeas do inseto põem seus ovos e geram uma grande quantidade de novos mosquitos que irão transmitir a doença para pessoas e cães.


Sinais e sintomas da LV em humanos
Febre durante muitos dias, perda de peso, fraqueza, anemia e aumento do fígado e baço. Em casos graves podem ocorrer sangramentos. O diagnóstico e tratamento estão disponíveis na rede de serviços do Sistema Único de Saúde (SUS).

Sinais e sintomas nos cães
Os sintomas nos animais são: emagrecimento, queda de pelos, crescimento das unhas, descamação da pele, fraqueza, feridas no focinho, orelhas, olhos e patas. A única forma de saber se os cães estão infectados é por meio de exames específicos de laboratório. O tratamento dos cães doentes não é recomenda do, por não apresentar eficácia.

Fonte/Foto: Prefeitura de Tietê

Notícia



Prefeitura Municipal realiza Copa Cerquilho de Futsal 2018

No dia 14 de setembro, no Ginásio Municipal Luis Peev, foi realizada a Cerimônia de Abertura da Copa Cerquilho de Futsal, com o desfile das 41 equipes participantes, totalizando mais de 450 atletas...