Fla admite falta de 'nota artística' em triunfo contra time que 'só sabe bater'

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


A vitória foi a melhor resposta para que o Flamengo entendeu como postura violenta do Botafogo, no clássico de quinta-feira, disputado no Engenhão e válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Foi essa a avaliação do técnico Jorge Jesus após o duelo, com o português apontando que o adversário abusou das entradas violentas, como se buscasse intimidar o adversário, batido por 1 a 0.

"A equipe do Flamengo é melhor do que a do Botafogo, até pela classificação. Para parar uma equipe você tem que ter argumentos técnicos e táticos. Não é essa forma de parar a equipe, não é dessa forma que o Botafogo vai sair da zona de rebaixamento. Fizeram 'caça ao homem', quiseram intimidar nossos jogadores. Não conseguiram. Sabíamos que faríamos o gol", disse.

Mesmo com um jogador a mais durante quase todo o segundo tempo, o Flamengo só foi conseguir assegurar a vitória aos 43 minutos, com o gol marcado por Lincoln, que iniciou o clássico no banco de reservas. Para Jesus, o time não brilhou, mas venceu pela insistência.

"Fizemos o gol com a entrada do Lincoln, algumas alterações táticas... Depois da expulsões tivemos mais gente do que a equipe do Botafogo. Mas os jogadores conseguiram superar as dificuldades. Não ganhamos com nota artística, mas ganhamos três pontos. Ganhamos de uma equipe que nunca quis ganhar, só quis fazer faltas e só sabe bater", concluiu.

Com a vitória, o Flamengo chegou aos 74 pontos, na liderança do Brasileirão e com oito de vantagem para o segundo colocado Palmeiras. O time voltará a jogar no domingo, quando receberá o Bahia, no Maracanã, pela 32ª rodada.

Notícia



Embiid brilha e comanda vitória do Philadelphia sobre o Celtics na NBA

Em busca do topo da Conferência Leste da NBA, o Philadelphia 76ers mostrou força na noite desta quinta-feira ao derrotar o Boston Celtics por 115 a 109, fora de casa, com direito a show de Joel Embiid...