Nos EUA, guerra comercial e medo de recessão minam confiança de pequenas empresas

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O índice de otimismo das pequenas empresas dos Estados Unidos recuou de 104,7 em julho a 103,1 em agosto, segundo a Federação Nacional de Empresas Independentes (NFIB, na sigla em inglês). A leitura foi a mínima desde março, com uma queda de 8 pontos porcentuais nas companhias que preveem que a economia melhore e uma baixa de 5 pontos porcentuais naquelas que esperam vendas reais mais altas.

Presidente da NFIB, Juanita D. Duggan afirma no comunicado da entidade que muitas previsões de recessão "estão provocando um efeito psicológico e criando incerteza para donos de pequenos negócios pelo país". Segundo ela, contudo, os donos das pequenas empresas continuam a investir, crescer e contratar "em níveis historicamente altos e nós não vemos indicação de uma recessão por vir".

Já na avaliação da Capital Economics, a pesquisa mostra que "as pequenas empresas não gostam da guerra comercial" entre EUA e China. A consultoria diz que as companhias menores começam a sofrer com a escalada nas tensões no comércio e os temores de recessão e destaca o recuo nas intenções de investimento em bens de capital.

Notícia



Trump ordena novas sanções ao Irã após ataque à Arábia Saudita

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, determinou nesta quarta-feira, 18, uma nova rodada de sanções contra o Irã, como parte da resposta aos ataques ao maior centro de refinamento de petróleo do mundo e a um campo de petróleo na Arábia Saudita, no sábado...